Principais Representantes

Principais Representantes
 
Principais Artistas Dadaístas

O movimento dadaísta influenciou muitos artistas, nesse post você vai conhecer um pouco mais a respeito daqueles que melhor representaram o dadaísmo, por meio de suas obras e pela crítica à sociedade da época.


Marcel Duchamp

Marcel Duchamp
Nascido na cidade de Blainville-Crevon, França, em 28 de julho de 1887, Duchamp é considerado por muitos o maior símbolo do movimento dadaísta, Marcel se reinventava, sua evolução como artista se iniciou antes de sua fase dadaísta, o artista realizou trabalhos dentro de vários movimentos como cubismo e fauvismo.    
Em 1911 conhece Francis Picabia, este que levaria o conceito de anti-arte para Nova Iorque, para onde o próprio Duchamp iria mais tarde. Junto com Man Ray desenvolveu algumas idéias que mais tarde dariam origem aos Ready-mades.
A obra de Marcel Duchamp se caracteriza por criticar fortemente a arte e os conceitos estabelecidos, também gosta de relacionar o cotidiano e objetos comuns no dia-a-dia em suas obras, as suas obras dadaístas mais famosas são os Ready-mades.

Francis Picabia
Francis Picabia
Francis Picabia nasceu no dia 22 de janeiro de 1879 em Paris, além de pintar, também era escritor, ilustrador e poeta, foi influenciado por Picasso, Henri Matisse e Marcel Duchamp, além de obras dadaístas, também participou do movimento surrealista, seu estilo mudou totalmente ao longo de suas obras.
Em 1915 Picabia viaja para Nova Iorque onde conhece Marcel Duchamp. Começa a trabalhar com Duchamp e Man Ray naquilo que seria a versão americana do movimento dadaísta.
Em suas obras faz uma chocante relação entre máquinas e sexualismo, satirizando os valores burgueses. Em 1916 volta a Europa e em 1921 renuncia o movimento dadaísta,alegando que o movimento não causava o mesmo impacto de antes, volta a Paris para direcionar suas obras ao surrealismo.

Man Ray
Man Ray 
Nascido na Filadélfia, no dia 27 de agosto de 1890, era diferenciado, pois além de pintar também era fotógrafo e cineasta, gostava de pintar aquilo que se imaginava, o que não existia, e fotografar o que existia, o que era real.
Em 1915 conhece Marcel Duchamp, e passa a ser influenciado pelo movimento dadaísta, passando a produzir ready-mades, também cria novos estilos de fotografia para criar imagens. Em 1920 ajuda Duchamp na construção de sua primeira máquina, o que seria um dos primeiros exemplos de arte cinética.
Man Ray dizia que o dadaísmo não tinha espaço comparado ao caos de Nova Iorque, e em 1921 vai para Paris onde mais tarde faria parte do movimento surrealista.  
Tristan Tzara
Tristan Tzara 
Nasceu Samuel Rosenstock, em 16 de abril de 1896 em Moinesti na Romênia, poeta, foi um dos líderes do movimento dadaísta, esteve presente na inauguração do Cabaret Voltaire, local onde o dadaísmo foi criado, movimento do qual Tzara se tornaria um dos principais artistas.
Tristan foi o responsável pela expansão dadaísta na Europa, após consolidar o movimento na Alemanha, por meio da revista Dada da qual ele era o principal editor, em 1920 vai para Paris onde também estabiliza o movimento e continuou a editar a Dada até 1922.
Tristan Tzara possuía um estilo mais pesado com sua ideia de “destruir a sociedade”, sendo repreendido por outros artistas dadaístas. Publica uma crítica a André Breton e Francis Picabia, quando o dadaísmo se enfraquecia, alguns anos depois ingressa no movimento surrealista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário